26 de ago de 2010

   
    Odeio o jeito que fala comigo e quando olha para mim por muito tempo. Odeio quando implica comigo e fica me imitando. Odeio seu sorriso bobo e torto, te fazendo parecer um garotinho. Odeio o modo que meche no meu cabelo e como se veste. Odeio como me beija e me faz perder os sentidos e odeio ainda mais quando me toca e me faz estremecer.
       Odeio a sua voz, só pelo fato de querer escuta-la a cada minuto. Odeio o jeito que fecha os olhos, por não saber onde eles te levam. Odeio sua risada e até o seu jeito de andar. Odeio seu jeito convencido ou quando fica malicioso.
Odeio quando me provoca e o toque de suas mãos.
Odeio a forma que meu coração bate frenético ao te ver. Odeio o som das batidas do seu coração e da sua respiração se fundindo com a minha.
E quando me segura de jeito, juntando nossos corpos em um.
       Odeio o quanto quero te chamar de meu. Odeio a vontade de arriscar e de me entregar que você me faz sentir. Odeio seus mistérios, segredos e medos. 
Odeio te amar tanto em silêncio e fingir que é apenas mais um beijo. 
E me odeio a cada dia por não odiar NADA EM VOCÊ.

0 Comments: